ALMANAQUE PRIDIE KALENDAS

                                             DESEJA AOS SEUS VISITANTES E AMIGOS

   

 

 


HUMORISTAS INESQUECÍVEIS

O bailado de Satã, por bailarinas da Metro - 1929/1930

ALEGORIA

 

AS "FANTAZIAS NO CINEMATOGRAPHO" -1929/1930

 

O bailado de Satã, por bailarinas da Metro

Pequeno logo introduzinco o grande: CantinflasPara muitos, Cantinflas (Mario Moreno) é considerado o maior cômico de todos os tempos; apelidado o Carlitos do México; tendo sido dito pelo próprio Charlie Chaplin  ser ele o maior comediante contemporâneo.

Sem dúvida alguma, principalmente entre os paises hispano-americanos era unanimidade. Para se ter uma idéia, o primeiro filme de longa metragem, Nem sangue nem areia (parodiando Sangue e Areia), foi aclamado em diversos países da América do Sul e Central, sendo que o filme despertou três vezes mais interesse do que O Grande Ditador, sendo mais aplaudido que, por exemplo, Rebecca ou ... E o Vento Levou. Da mesma forma que Chaplin, Cantinflas foi um verdadeiro mestre da pantomima , utilizando-se dos olhos, mãos e pernas com a mesma perícia impecável que celebrizou o " Carlitos". À semelhança de Chaplin, Cantinflas , com raras exceções, nunca variou de tipo, surgindo sempre no papel de um pobre carregador que se metia em toda espécie de complicações incríveis, das quais sempre se livrava no último instante em virtude de sua cara-de-pau e de seu cinismo e com seu eterno sorriso maroto. Originário dos teatros ambulantes (No México ainda há, como na Espanha de há séculos, os teatros ambulantes, que se chamam Carpas, e que nunca se fixam, passando todo o tempo a mover-se de uma para outra cidade), sua vestimenta tradicional era: camisa-de-meia suja, chapéu todo amassado, e calças vetustas, que ameaçavam soltar-se de sua posição precária, um pouco abaixo da cintura ... Simplesmente hilário.

Com o incremento da multimídia, principalmente dos recursos disponibilizados pelo YOUTUBE , os mais jovens cinéfilos poderão ter um aperitivo da performance desse genial artista.

 

Para mais Cantinflas sugerimos >>>


Carlito e Jackie Coogan em O Garôto

O genial criador de CARLITOS, Charles Spencer Chaplin, nasceu a 16 de abril de 1889 em Londres, Inglaterra. E não (segundo uma lenda que ele nunca desmentiu), em Fontainebleau, França...

Esse pequeno homem que caminhava solitário pela estrada, com seu chapéu côco, sua inconfundível bengala, seus enormes sapatos e seu andar de pato veio ao mundo a 28 de fevereiro de 1914.

A bibliografia sobre esse grande artista é incomensurável; talvez, uma das mais completas é a do escritor Georges Sadoul: A VIDA DE CARLITOS (Livraria-Editora da Casa do Estudante do Brasil - 1952), titulo do original francês: VIE DE CHARLOT

Do autor citado acima: "  Capítulo III - NASCIMENTO DE CARLITOS

"Ainda podemos ver, nesses museus do cinema que são as cinematecas, um filme muito velho, ou para melhor dizer, a sombra de um filme, cujo título em inflês era: Between Showers. Tal como foi conservada a fita não dura mais de dois minutos. Cortes visíveis tornam a ação muitas vezes incompreensíveis.

E que dizer da fotografia? De decalque em decalque ou, como dizem os profissionais do cinema, de contra-tipo (1) em contratipo, as imagens tornaram-se quase invisíveis...

Nesse file cômico, nessa Comédia Keystone, um pobretão empreendedor e um galanteco de barbinha disputam-se um guarda-chuva e os sorrisos de uma bela. O vagabundo usa chapéu de côco, casaquinho curto, calças muito largas, colête de fantasia, gravata e colarinho. Suas roupas estão sujas e rôtas. O mísero esforça-se por passar por um gentleman, mas parece faltar-lhe qualquer coisa...

Por qualquer ardil o homenzinho consegue, finalmente, apoderar-se do guarda-chuva. Encontra de novo a bela que quer seduzir. Vão sozinhos para o canto de um parque deserto. O homem volta as costas ao público e afasta-se bamboleando-se; tem andar de pato, usa o guarda-chuva como uma bengala... Os espectadores que primeiro viram na tela, em 218 de fevereiro de 1914, este episódio cômico de Between Shower, podem hoje dizer: vi nascer Carlitos...

Este filme era a quarta fita interpretada por Charles Chaplin, que pouco antes se iniciara no cinema, depois de ter assinado um contrato com a sociedade americana Keystone.

(1) Contratipo é um positivo tirado de um negativo, por sua vez obtido a partir de um positivo. (N.T.)


Charlie Chaplin does the infamous table ballet

 

Para mais Carlitos sugerimos >>>


ALBERTO SORDI

 


ALDO FABRIZI

 


BOB HOPE

 


BUSTER KEATON

 


FERNANDEL

 


GROUCHO MARX

 


JERRY LEWIS

 


LAUREL & HARDY (O GORDO E O MAGRO)

 


THREE STOOGES (OS TRÊS PATETAS)

 


MAZZAROPI

 


OSCARITO

 


LOUIS DE FUNES

 


RENATA FRONZI E ANKITO

 


ANTONIO DE CURTIS (TOTÓ)

 


A GENIAL COMEDIANTE ITALIANA TINA PICA

 


Benny Fine e Rafi Fin formam uma dupla de humoristas. Ambos têm o cinema como paixão e disponibilizaram um vídeo no Youtube onde lhe prometem poupar centenas de horas a ver filmes. Num registro bastante acelerado, a dupla dos Fine Brothers revela o final de cem filmes em apenas cinco minutos.

 


Voltar

Free JavaScripts provided
by The JavaScript Source