dez 19 2015

Tão bom que foi o Natal (Chico Buarque) – 1967

Esse compacto era oferecido aos clientes da imobiliária Clineu Rocha. De um lado, há a música ‘Tão bom que foi o Natal’ composta e interpretada pelo Chico Buarque, do outro, há faixas de jingles da imobiliária.
O brinde era referente ao natal de 1967.
Foi premiado com MENÇÃO HONROSA na CATEGORIA: MELHOR CARTÃO DE NATAL no I Prêmio Colunistas Nacional 1968.
Chico teve atritos com a imobiliária algum tempo depois do lançamento do disco, como podemos ver nesta parte de uma entrevista dele ao COOJORNAL em junho/77 :

Coojornal – Em compensação, aquela imobilária de São Paulo, a Clineu Rocha, usou com a maior cara de pau uma música tua como jingle…
Chico Buarque – Mas ela foi a falência como castigo (risos)
Coojornal – Como foi mesmo essa história da Clineu Rocha?
Chico Buarque – Não, foi um negócio de dez anos atrás. Eu fiz uma musiquinha, gravei com violão assim, que era para essa empresa distribuir aos sue clientes de brinde no Natal. Mas estava escrito, não era gravação comercial, não era para tocar na rádio nem nada. Agora há dois anos atrás usaram no Natal como jingle da firma. Aí fui lá e processei e eles me deram a grana porque era um abuso.

Comentários desativados em Tão bom que foi o Natal (Chico Buarque) – 1967

Comments are closed at this time.