jul 06 2017

Navio Voador com 12 motores, sobrevoou o Rio em 1931


Flagrante obtido durante a escala no Rio de Janeiro do histórico vôo experimental alemão por 45.000 quilômetros da África às Américas do Sul e do Norte, em
1931.
Fabricado pela Dornier alemã, o protótipo DO-X era o maior avião do mundo e jamais entrou em operação comercial, apesar de ter sido testado pela Lufthansa.
Tinha três andares com cabine-dormitório, sala de estar, biblioteca, restaurante e bar. Um navio voador de luxo, com tapetes persas, sofás de couro e porcelana fina.
O avião parece ter “apenas” seis motores porque as héliçes são duplas, isto é, para cada um que você vê acima da asa, tem outro na parte de trás. Não creio que tenha existido outro avião com tantos propulsores.
A tripulação era de 14 pessoas e a lotação, de 70 passageiros.
Sua velocidade de cruzeiro era de 175 km/h, autonomia de 2.300 km e levava
23 mil litros de combustível. Media 40 metros de comprimento e 10 m de largura.
Como o projeto não teve prosseguimento comercial, este famoso DO-X 1929 foi desativado em 1934 e levado para o Museu da Aviação em Berlin, onde terminou destruído num bombardeio durante a 2ª Guerra Mundial, em 1945.
************************************************************************************
Nota do Almanaque Info

No mesmo ano de 1931, para sermos precisos em 12 de outubro, Getúlio Vargas inaugurou o Cristo Redentor; Guglielmo Marconi ativou o sistema de iluminação a partir do Porto de Genova, Itália, por meio de uma emissão de rádio (ondas hertezianas)

 

 
 

 

 


Comentários desativados em Navio Voador com 12 motores, sobrevoou o Rio em 1931

Comments are closed at this time.