Archive for the 'Poesias' Category

maio 30 2017

A Ronda Noturna – Olavo Bilac

************************** Noite cerrada, tormentosa, escura, Lá fora. Dormem em trevas o convento. Queda imoto o arvoredo. Não fulgura Uma estrela no torvo firmamento. Dentro é tudo mudez. Flébil murmura, De espaço a espaço, entanto, a voz do vento: E há um rasgar de sudários pela altura, Passo de espectros pelo pavimento… Mas, de súbito, os […]

Comentários desativados em A Ronda Noturna – Olavo Bilac

nov 22 2015

Tocando nossos corações – Um ótimo final de semana.

Waldir Azevedo – Pedacinhos do céu (1968) Nilo Amaro e Seus Cantores de Ébano Cascatinha e Inhana ( India )

Comentários desativados em Tocando nossos corações – Um ótimo final de semana.

jul 09 2013

Paris-Belfort – Hino 9 de Julho / MMDC

A Marcha Paris-Belfort foi executada como música de fundo da transmissão da Rádio Record de São Paulo, quando essa emissora – fortemente engajada na causa revolucionária – noticiou o falecimento dos quatro constitucionalistas que, com sua morte, passaram a simbolizar o MMDC da revolução (Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo). O tema musical passou a ser […]

Comentários desativados em Paris-Belfort – Hino 9 de Julho / MMDC

jul 10 2012

“Vinicius de Moraes” – biografia ( Filme Completo)

Comentários desativados em “Vinicius de Moraes” – biografia ( Filme Completo)

jan 12 2012

ROSA SEM ESPINHOS -ALMEIDA GARRETT (1799-1854)

Para todos tens carinhos, A ninguém mostras rigor! Que rosa és tu sem espinhos? Ai, que não te entendo, flor! Se a borboleta vaidosa A desdém te vai beijar, O mais que lhe fazes, rosa, É sorrir e é corar. E quando a sonsa da abelha, Tão modesta em seu zumbir, Te diz: – Ó […]

Comentários desativados em ROSA SEM ESPINHOS -ALMEIDA GARRETT (1799-1854)

dez 03 2011

Abílio de Guerra Junqueiro – Portugal

1850 // 1923Escritor/Poeta/Jornalista/Político PortugalMaior do que nós, simples mortais, este gigante foi da glória dum povo o semideus radiante. Cavaleiro e pastor, lavrador e soldado, seu torrão dilatou, inóspito montado, numa pátria… E que pátria! A mais formosa e linda que ondas do mar e luz do luar viram ainda! Campos claros de milho moço […]

Comentários desativados em Abílio de Guerra Junqueiro – Portugal

nov 27 2011

BRASIL – RONALD DE CARVALHO – 1893-1935

Fonte: Jornal de Poesia – Agulha Revista de Cultura Brasil A Fernando Haroldo ================ Nesta hora de sol puro palmas paradas pedras polidas claridades faíscas cintilações Eu ouço o canto enorme do Brasil! (…) Eu ouço todo o Brasil cantando, zumbindo, gritando, [vociferando! Redes que se balançam, sereias que apitam, usinas que rangem, martelam, arfam, […]

Comentários desativados em BRASIL – RONALD DE CARVALHO – 1893-1935

nov 23 2011

A Vida em Degraus – Florbela Espanca

Vídeo arte poesia e interpretação de Deborah Schcolnic com poesia de Florbela e Espanca e fundo musical Rhapsody on a Theme of Paganini

Comentários desativados em A Vida em Degraus – Florbela Espanca

out 01 2011

Casimiro José Marques de Abreu – notável poeta brasileiro

Nasceu em 1839, em São João da Barra, Estado do Rio de Janeiro; morreu em 1860 com 21 anos de idade. Quando o poeta produziu o poema abaixo, em 1857, tinha apenas 18 anos. MEUS OITO ANOS Oh! que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não […]

Comentários desativados em Casimiro José Marques de Abreu – notável poeta brasileiro

set 24 2011

ARRUFOS

Não há no mundo quem amantes visse Que se quizessem como nos queremos… Um dia, uma questiúncula tivemos Por um simples capricho, uma tolice. — “Acabemos com isto!”, ella me disse, E eu respondi-lhe assim — “Pois acabemos!” E fiz o que se faz em taes extremos: Tomei do meu chapéu com fanfarrice. E, tendo […]

Comentários desativados em ARRUFOS

Next »